Economia

Vila Velha é um dos 78 municípios do Espírito Santo. A importância da economia desta região baseia-se na maior concentração populacional urbana e de atividades industriais e de serviços do país, em modernos sistemas de transportes e de comunicação, num complexo portuário de ponta a ponta e na alta capacidade de geração e emprego e renda. Com isso, Vila Velha é uma das cidades mais dinâmicas, com expansão imobiliária crescente e forte motivação para o turismo.

A indústria é a principal atividade econômica, destacando-se a construção civil, os pólos de confecções da Glória e Santa Inês, a indústria de chocolate  e o setor portuário, apresentando taxas de crescimento significativo a cada ano e ajudando a impulsionar a economia local. No setor terciário destacam-se as empresas de apoio ao comércio exterior, como as tradings companies, supply boats (prestação de serviços às empresas de prospecção e exploração petrolífera), estações aduaneiras, companhias de armazéns gerais, empresas de transporte de cargas, serviços de despacho aduaneiro e outros serviços de comercio internacional.

O Complexo Portuário é destaque no contexto de desenvolvimento do município principalmente pela expressividade de Vila Velha em termos de abertura econômica para o exterior. Sua localização geográfica é privilegiada, próxima aos centros urbanos, de produção e de consumo – onde a maior parte do PIB do país esta concentrado -, Vila Velha possui uma excelente malha rodoviária que integra o corredor de transportes Centro-Leste. Considerada uma das mais eficientes do mundo com capacidade de transporte de 100 milhões de toneladas/ano, esta malha representa 40% de toda a carga ferroviária brasileira. A cidade também possui as águas costeiras mais profundas da América Latina.

A maioria dos terminais do “Porto de Vitória” esta localizada na área portuária de Vila Velha, com grande diversidade de mercadorias movimentadas, destacando-se: graneis, sólidos, graneis líquidos, cargas gerais, veículos, operações supply boat, mercadorias em containers refrigerados, granito, mármore, produto siderúrgicos, cacau e preparações, motores, sal, soja, trigo, etc.